sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

LUZ NEGRA

A Académica abandonou o último lugar da classificação da Liga Sagres por força da arte de bem jogar à bola. A consistência do seu futebol, obra do treinador AVB, já fez com que a equipa se tivesse deslumbrado e, ao mesmo tempo, revelado uma ou outra atitude por parte de alguns atletas, muito pouco condizente com o profissionalismo que esta profissão requer. Não nos podemos esquecer do passado recente, em que os encontros da Taça da Liga e da Taça de Portugal, disputados contra equipas de escalão inferior, tiveram como resultado o afastamento de ambas as provas. Normalmente, a descompressão traz consigo perda de concentração e atitude competitiva. Assim, e perante este cenário, o próximo jogo terá que ser encarado com muito espírito de entreajuda e sacrifício, uma vez que do outro lado, estará uma equipa que vai querer alterar o cenário das últimas duas épocas. Relativamente a tudo isto, AVB já deixou o alerta, dizendo que: “É um jogo bastante importante. O Benfica não é de outro campeonato, joga no mesmo do que nós, mas para outros objectivos. Será um encontro extremamente difícil para o qual iremos, é verdade, com outro estado de espírito mas o importante é que isso não se transforme em relaxamento.
Embora a percentagem de sucesso, por parte da Briosa, seja mais reduzida do que nos dois últimos anos, há que encarar o encontro com muita capacidade de sofrimento e ter em atenção que a concentração será um factor decisivo para o desfecho do jogo. Com a estratégia bem delineada e posteriormente bem executada, o resultado será, com toda a certeza, positivo.
Rumo à vitória!
Força Briosa!

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

ÁRBITRO PARA A 12ª JORNADA

FUTEBOL DE MILHÕES


Contra este "futebol milionário", mais ano menos ano, o que restará ás outras equipas com menos recursos financeiros? Fecham as portas? Criam outra competição onde as desigualdades entre os participantes não sejam tão evidentes? Continuam a servir de "repasto" para alimentar estes "tubarões"? Nada me move contra a possibilidade de cada clube poder ou não gastar os milhões que muito bem entender. Aquilo que me revolta, enquanto adepto de futebol, é verificar a impossibilidade cada vez maior de qualquer outro clube de pequena ou média dimensão, conseguir ser campeão. O modo como a FIFA e a UEFA estruturaram o futebol, nomeadamente o europeu, "obriga" os clubes a recorrerem ás mais diversas manobras financeiras, para poderem almejar estar na alta roda do futebol, onde os milhões falam mais alto.

APANHADOS

O que é que faz o treinador do Benfica no restaurante do barbudo e indefectível benfiquista, na companhia de dois jornalistas da RTP? Provavelmente, almoça descontraidamente, ao mesmo tempo que dá dois dedos de conversa. Mas que temas de conversa se poderão ter, quando se juntam três pessoas deste tipo? Será que é normal e ao mesmo tempo aceitável, que Carlos Daniel e Hélder Conduto, profissionais de destaque na estação pública de televisão, sendo um deles da direcção de programas e o outro coordenador da área do desporto, demonstrem esta cumplicidade? Se tivessem sido “apanhados” com o treinador do Paranhos ou do Penacova, não viria mal ao mundo mas, com o treinador de um clube que quer ser campeão nacional, parece-me mais grave. Isto porque a presumível gravidade de situações como esta, estão sempre directamente ligadas à imparcialidade que estes jornalistas terão que ter quando, amanhã, tiverem de alinhar e coordenar a programação desportiva ou comentar trabalhos sobre os seus rivais. "À mulher de César, não basta ser..." .

Lá diz o velho ditado popular: “Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és.”

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

VIDA COM SENTIDO

Um professor diante da sua turma de filosofia, sem dizer uma palavra, pegou num frasco grande e vazio de maionese e começou a enchê-lo com bolas de golfe. A seguir perguntou aos estudantes se o frasco estava cheio. Todos estiveram de acordo em dizer que 'Sim'.

O professor tomou então uma caixa de fósforos e a vazou dentro do frasco de maionese. Os fósforos preencheram os espaços vazios entre as bolas de golfe. O professor voltou a perguntar aos alunos se o frasco estava cheio, e eles voltaram a responder que 'Sim'.
Logo, o professor pegou uma caixa de areia e a vazou dentro do frasco. Obviamente que a areia encheu todos os espaços vazios e o professor questionou novamente se o frasco estava cheio. Os alunos responderam-lhe com um 'Sim' retumbante.

O professor em seguida adicionou duas chávenas de café ao conteúdo do frasco e preencheu todos os espaços vazios entre a areia. Os estudantes riram-se nesta ocasião. Quando os risos terminaram, o professor comentou:
'Quero que percebam que este frasco é a vida. As bolas de golfe são as coisas importantes, a família, os filhos, a saúde, a alegria, os amigos, as coisas que vos apaixonam. São coisas que mesmo que perdêssemos tudo o resto, a nossa vida ainda estaria cheia. Os fósforos são outras coisas importantes, como o trabalho, a casa, o carro etc. A areia é tudo o resto, as pequenas coisas. Se primeiro colocamos a areia no frasco, não haverá espaço para os fósforos, nem para as bolas de golfe. O mesmo ocorre com a vida. Se gastamos todo o nosso tempo e energia nas coisas pequenas, nunca teremos lugar para as coisas que realmente são importantes. Prestem atenção às coisas que realmente importam. Estabeleçam as vossas prioridades, e o resto é só areia.'

Um dos estudantes levantou a mão e perguntou: Então e o que representa o café? O professor sorriu e disse: 'Ainda bem que perguntas! Isso é só para vos mostrar que por mais ocupada que a vossa vida possa parecer, há sempre lugar para tomar um café com um amigo'.

Subscrevo!

LIGAÇÕES!


Aqui, neste emaranhado de fios, nem o nosso amigo Azevedo, com o seu famoso busca-pólos, se safava.

FENÓMENOS COM AMIDO



Esta batata de Alfarelos, deixa os fenómenos do Entroncamento a um canto!

SINAIS


Sinal de trânsito para algumas loiras e...para alguns burros!

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

RECORDAÇÕES PARA ALGUNS

Tanque (Chaimite ?) abandonado na berma da estrada, antes de entrar na nova ponte (com portagem e tudo) que nos conduz até à Barra do Kwanza, a trazer à memória guerras de outros tempos.



Baía de Luanda em Novembro de 2009

EQUIPAMENTO DE RESGATE


video

Engenheiros israelitas, preocupados com a segurança dos seus cidadãos que habitam e trabalham em prédios com um número significativo de andares, levaram a cabo um sistema de evacuação das pessoas em caso de incêndio ou outro tipo de acidente, que se percebe poder ser muito importante na hora de salvar vidas.

EUROPA, A TERRA PROMETIDA

O Tratado de Lisboa, que entrou em vigor em 1 de Dezembro de 2009, confere à União Europeia instituições modernas e métodos de trabalho eficientes que lhe permitirão dar uma resposta efectiva aos desafios actuais. Num mundo em rápida mutação, os europeus contam com a União Europeia para tratar de questões como a globalização, as alterações climáticas, a segurança e a energia. O Tratado de Lisboa reforça a democracia na União Europeia e a sua capacidade para defender os interesses dos cidadãos europeus no dia-a-dia.
Leia aqui as alterações introduzidas e que alteraram o Tratado da União Europeia e no Tratado que institui a comunidade europeia.

ASSIM VAI ESTE PAÍS



clique na imagem

Sem comentários!

BOLA DE OURO PARA LEO MESSI

clique na imagem

Desta vez, este troféu só podia ir parar ás mãos do fabuloso jogador que é Leo Messi. Na votação para a atribuição do galardão, deixou a concorrência (?) de rastos e bem longe dos seus 473 pontos, em 480 possíveis. Como curiosidade, aqui fica o que este senhor já conquistou em 2008/2009: Vencedor da Liga dos Campeões; Campeão da Liga Espanhola; Vencedor da Taça do Rei; Vencedor da Supertaça de Espanha; Melhor jogador estrangeiro da Liga Espanhola; Melhor marcador da Liga dos Campeões; Melhor jogador da Liga dos Campeões; Melhor avançado da Liga dos Campeões e Vencedor da Supertaça Europeia.
Com uma folha de serviço desta natureza, que mais se pode dizer de um atleta deste gabarito? Nada! Apenas endereçar-lhe os parabéns e esperar que continue a encantar-nos com o seu futebol.

GESTOS QUE SE APLAUDEM

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

MANUEL MACHADO NA UCI


O treinador de futebol do Nacional, Manuel Machado, que está internado na Unidade de Cuidados Intensivos do Funchal em coma induzido, continua ter um "prognóstico reservado, mas estável".
Como em causa estará sempre primeiro a pessoa e só depois a rivalidade clubística, os krommus desejam que o seu estado clínico evolua favoravelmente, levando-o a melhorias significativas.

O TROFÉU DA FRANCE FOOTBALL 2009


INFORMAÇÃO NA CMC,... NÃO OBRIGADO!

OBRIGADO JÚLIO!

clique na imagem

Esta descoberta cai que nem ginjas! Logo agora, que me andava a preparar psicologicamente para começar a ir ao Choupal fazer umas caminhadas, aparece o professor Júlio Machado Vaz a dar esta explicação brilhante. De facto, ainda temos quem nos queira bem. Vamos lá malta, não podemos perder a oportunidade de dilatar a... esperança de vida.

VAI UMA "MINE"... COLORIDA?


JAPONESES INVENTAM CERVEJAS COLORIDAS

Beber umas cervejolas brancas e/ou pretas, ainda vá que não vá, agora beber cervejas de outras cores, parece-me um pouco difícil de acontecer. Atendendo ao paladar do bebedor português, não estou a vislumbrar nenhuma alma a emborcar "mines coloridas", a não ser algum "lagarto", "dragão" ou mesmo "lampião". Que lhe faça bom proveito!

A azul é feita a partir do gelo derretido de icebergues que flutuam pela costa japonesa anualmente.
A verde é feita de algas marinhas. Já a vermelha contém pigmentos antiociânicos encontrados em algumas plantas e em frutas como cereja, framboesa, groselha, açaí, laranja, etc.
As novas bebidas são a aposta da cervejaria para o verão japonês, um dos mais quentes dos últimos anos, e quem já provou garante que são saborosas!

O NOVO PRESIDENTE DA AAC

Miguel Portugal (Tuga), foi eleito por larga maioria, para ocupar o lugar de Presidente da AAC. O novo "patrão" da academia, parece estar todo satisfeito aqui ao lado do seu amigo e ex-presidente Jorge Serrote. Depois de André Oliveira, passando pelo Jorge Serrote e agora com o Miguel Portugal, verificamos que a cordialidade e a simpatia, são factores presentes e, quanto a nós, determinantes para quem vai dirigir tão nobre Instituição. Parabéns com...muita cagança!

O SENHOR SETE MILHÕES

Fez no domingo quatro anos que Luís Agostinho (re) assumiu, oficialmente, o cargo de director-desportivo da Académica, que já ocupara na década de 90. E há um número a marcar este período: SETE.
De sete milhões de euros. É o valor aproximado que este antigo treinador - em 2001, no Aves, lançou Raul Meireles -, e também engenheiro civil de formação, conseguiu fazer em transferências de jogadores. Desde a do brasileiro Marcel, que em 2006 saiu para o Benfica por 3,5 milhões (a maior transferência da história da Briosa), até à do panamense José Luís Garcez, um futebolista problemático de que os estudantes se livraram emprestando-o, por 100 mil euros, a um clube saudita.

Por outro avançado, Joeano, a Académica ganhou outra fortuna, de cerca de 1 milhão de euros, mas o melhor negócio fê-lo com Kaká - atendendo a que Marcel, embora transferido por valor recorde, custara 1,8 milhões de euros. Em 2008, os alemães do Hertha de Berlim pagaram 1,9 milhões de euros por Kaká, que chegara a Coimbra... a custo zero. A Briosa receberia, porém, apenas 1,2 milhões de euros, pois só tinha 60 por cento do passe do central. O mesmo se verificara no negócio de Filipe Teixeira, que em 2007 foi para o West Bromwich Albion. O clube inglês largou 750 mil euros, valor da cláusula de rescisão, mas só 415 mil entrariam nos cofres da Académica, que possuía 55 por cento do passe do médio.

Por valores menos elevados, mas igualmente significativos na contabilidade do clube, acertaram-se em 2008 o empréstimo de Paulo Sérgio ao Al-Ettifaq (o clube saudita de Garcés), por 100 mil euros, e as transferências de Pavlovic e N'Doye, ambos por 300 mil euros e para o mesmo clube, o Vaslui, da Roménia. N'Doye, aliás, já rendera uns cobres numa cedência temporária ao Al-Shabab, da Arábia Saudita, em negócio igualmente fechado por Luís Agostinho. Mais: não fossem as saídas a custo zero de Zé Castro, Dame N'Doye e Nuno Piloto, em processos que pouco passaram por ele, e a verba apurada nestes quatro anos seria ainda superior, ainda mais próxima do valor global do passivo da Briosa, que, neste momento, se cifra em cerca de 12 milhões de euros.
L.P.V.
R.S.

SEM ESPINHAS

domingo, 29 de novembro de 2009

ASSIM, ATÉ DÁ GOSTO VER JOGAR

"Era o salto que nós queríamos e estávamos à espera. Vencemos e saímos dos lugares de despromoção. Foi mais uma progressão, mas não podemos entrar em histerismo, pois é preciso continuar a pontuar. Foi uma vitória do colectivo, num jogo cheio de objectividade e profundidade". Estas foram as palavras de AVB após uma vitória coroada de bom futebol e muito profissionalismo por parte dos atletas da Briosa. Hoje, os cerca de 2800 espectadores presentes, entre os quais o treinador do SLB Jorge Jesus, puderam assistir a um jogo de futebol com todos os ingredientes necessários a um bom espectáculo. Hoje, houve emoção, luta, garra, vontade, golos e acima de tudo, uma entreajuda notável por parte de todos os jogadores. Gostámos de ver os atletas a festejar com o treinador e com os restantes elementos do banco, é um sinal claro de que todos estão em sintonia, no sentido de querer alcançar os objectivos nesta Liga o mais depressa possível. Após este importante salto na classificação, há que continuar a trabalhar bem, com muita humildade e pés bem assentes na terra. Uma última palavra para o gesto do treinador e atletas, em dedicar a vitória ao já saudoso, Dr. Joaquim Isabelinha.
Força Briosa!

NOVO CÔNSUL

clique na imagem